Não tenha medo de um extintor, ele não explode... Foi desenvolvido para salvar vidas.

Os extintores são o meio mais adequado para atacar um incêndio na sua fase inicial. A sua devida utilização permite atacar as chamas incipientes e controlar ou conter o seu desenvolvimento. Um extintor de incêndios pode salvar vidas, extinguir um fogo ou controlá-lo até à chegada dos bombeiros. No entanto, os extintores portáteis só são eficazes quando utilizados correctamente e se forem observadas determinadas condições. Assim, é necessário ter em conta, por exemplo, que quando se utiliza a água como agente extintor é necessário garantir que não existe equipamento eléctrico sob tensão.

No caso de líquidos combustíveis deve ter-se um cuidado especial com o uso da água, sobretudo em jacto, para evitar dispersar o combustível e propagar ainda mais o incêndio. Os extintores devem estar em perfeito estado de funcionamento. A inspecção dos mesmos deve ser feita periodicamente, pelo menos uma vez por ano, e em alguns casos duas vezes por ano. Os modelos recarregáveis devem ser recarregados por uma empresa especializada após cada utilização parcial ou total.

Um extintor é sempre considerado como um equipamento de primeira intervenção. Apesar das suas dimensões relativamente reduzidas e da sua fácil utilização, o manuseio de um extintor requer algum treino básico. Os extintores são geralmente classificados de acordo com o produto ou agente extintor utilizado e que deve ser a adequado a cada tipo de fogo. Assim, os extintores contêm geralmente água, dióxido de carbono, gases inertes, espuma, agentes halogenados , pós químicos etc. O agente extintor contido no interior do extintor actua sobre a combustão por arrefecimento, abafamento, inibição de reacções químicas ou por uma combinação destes factores . A aquisição de cada tipo de extintor deverá pois ser feita de acordo com o tipo de risco a proteger.

Os extintores de água e de pó químico polivalente ABC são os que têm uma utilização mais universal e os mais adequados ao maior número de tipos de incêndios que podem ocorrer em geral em edifícios ou instalações industriais, salvo certos tipos de incêndio, como por exemplo os que têm origem em aparelhos ou equipamento com corrente eléctrica .

O que é um extintor portátil de incêndio

Um extintor portátil de incêndio será um extintor de incêndio concebido para ser transportado e utilizado manualmente e que, em condições de operação, tem um peso inferior ou igual a 20 kg. Regra geral, os extintores portáteis têm pesos da ordem dos 6 kg a 9 kg em utilizações mais comuns. Quando se trata de extintores de água a capacidade dos mesmos é medida em termos de litros. As capacidades indicadas nos extintores referem-se ao peso ou ao volume do agente extintor neles contidos. O que é um extintor de incêndio Segundo a norma portuguesa NP-1589 um extintor de incêndio é um aparelho que contém um agente extintor que pode ser projectado e dirigido sobre um fogo pela acção de uma pressão interna. Esta pressão pode ser fornecida por uma compressão prévia permanente ou ser obtida por uma reacção química ou pela libertação de um gás auxiliar no momento da utilização do extintor.

O que são agentes extintores

Um agente extintor é um produto ou mistura de produtos contida no interior de um extintor e cuja função é inibir as chamas de um fogo, levando à sua extinção. Os agentes extintores actuam sobre o processo de combustão, química ou fisicamente e podem ser: água, espumas físicas, espumas químicas (em desuso), pó químico, dióxido de carbono (CO 2 ), gases halogenados , gases inertes como o Inergen e Argonite , FE13, FM200, etc ...

Como funciona um extintor

Geralmente um extintor contém no seu interior dois tipos de produtos: o agente extintor propriamente dito, e um gás propulsor que tem como função impulsionar o primeiro para fora do extintor aquando da sua utilização. Em alguns casos o agente extintor, por ser um gás sob pressão (como por exemplo o dióxido de carbono), tem ambas as funções, dispensando um agente propulsor. Noutros casos o agente extintor e o agente propulsor encontram-se misturados sob pressão no interior do extintor, como acontece geralmente com os extintores de pó químico (de pressão permanente). Adiante explica-se mais detalhadamente como funciona cada tipo de extintor.

Conheça as classes de fogo e agentes dos extintores:

Classes de Fogo Pó BC Pó ABC Pó D CO2 Água
Líquidos Inflamáveis    
Equipamentos Elétricos    
Fogo de Metais Pirofóriocos
Mg, Na, Ca, Al, etc
       
Norma ABNT NBR 10721 10721 de acordo NFPA 11716 11715


CLASSE DE INCÊNDIO (CO2) GÁS CARBÔNICO PÓ QUÍMICO SECO ESPUMA ÁGUA GÁS HALON

A

Papel, madeira, etc. Material que deixa brasa ou cinza, requer um agente que molhe e resfrie.
Apaga somente na superfície. Apaga somente na superfície. SIM REGULAR
Abafa e resfria.
SIM EXCELENTE
Resfria, encharca e apaga totalmente
Apaga somente na superfície

B

Líquidos inflamáveis (óleos, gasolina, graxas, etc.) Requer ação rápida de resfriamento e abafamento.
SIM BOM
Não deixa resíduo e é inofensivo.
SIM EXCELENTE
Abafa rapidamente.
SIM EXCELENTE
Produz um lençol de espuma que abafa o fogo.
Só em forma de borrifo, saturando o ar de umidade. SIM EXCELENTE

C

Equipamentos elétricos. Requer agente não condutor de corrente.
SIM EXCELENTE
Não deixa resíduo, não danifica o equipamento e não conduz eletricidade.
SIM BOM
Não é condutor da corrente.
NÃO
A espuma é condutora e danifica o equipamento.
NÃO
Conduz eletricidade.
SIM EXCELENTE
COMO OPERÁ-LO 1-Retire a trava de segurança.
2-Segure firme o punho difusor.
3-Aperte o gatilho.
4-Direcione o jato para base do fogo fazendo uma varredura.
1-Abra a ampola de gás (só nos aparelhos PQPI).
2-Segure firme o punho difusor.
3-Aperte o gatilho.
4-Oriente o jato de maneira a formar uma cortina de pó sobre o fogo.
1-Vire o extintor com a tampa para baixo.
2-Oriente o jato para base do fogo.
1-Aperte o gatilho (AGPD-10) ou abra a válvula da ampola de gás (AGPI-10 e AGPI-75)
2-Desenrole a mangueira e abra o esguicho (AGPI-75)
3-Oriente o jato para base do fogo.
1-Aperte o gatilho.
2-Oriente o jato para base do fogo.
SUBSTÂNCIA EXTINTORA Dióxido de Carbono Pó químico seco e CO2 produzido pelo pó em contato com o fogo Espuma formada por bolhas consistentes e cheias de CO2 Água HALON 1211
EFEITO PRINCIPAL DO EXTINTOR Abafamento Abafamento Abafamento Resfriamento pela saturação Romper a cadeia de transferência intramolecular
TEMPO DE EFETUAR A RECARGA Perda de peso além de 10% Anualmente ou perda de peso da ampola além de 10% ou manômetro em "recarregar" Anualmente Anualmente Anualmente ou manômetro em "recarregar


Características:

Tipo Características Riscos Cobertos
Pó ABC
  • Com base numa combinação de fosfato de mono-amônio e sulfato de amônio.
  • Pó especialmente indicado para fogos da classe B, porém igualmente apropriado para as classes A e C.
  • Altamente econômico.
  • Contém componentes retardantes de fogo que evitam qualquer combustão subconsequente.
  • Ao aplicar-se as partículas fundem-se dilatam-se, formando uma barreira que evita a entrada de oxigênio completando todo o processo de extinção.
  • Madeira, papel, tecido e plásticos.
  • Líquidos inflamáveis
  • Gases combustíveis
Pó BC
  • Pó extintor compatível com espuma.
  • Com base de bicarbonato de sódio.
  • Grande eficiência na extinção de incêndios.
  • Executa uma ação inibidora com reações em cadeia que ocorrem no centro do fogo.
  • Especialmente indicado para fogos da classes B e C, até mesmo na presença de corrente elétrica.
  • Líquidos inflamáveis, como por ex.: petróleo, gasolina, álcool, tintas, etc.
  • Gases combustíveis, como por ex.: metano, propano, etc.
Pó D
  • Pó excelente qualidade com base no sal de sódio.
  • M28 é um inerte que em contato com metais incandescentes, impede a difusão de oxigênio extinguindo assim o incêndio.
  • Altamente eficaz em fogos de metais.
  • Fogos de metais, tais como: Mg, Na, K, Ca, Ba, Al, Ti, Zinconio, etc.
CO2
  • O gás Carbônico (dióxido de carbono) é um agrante extintor indicado para incêndios das classes B e C.
  • Atua por abafamento, produzindo uma camada gasosa que provoca o isolamento do oxigênio.
  • Seu efeito provoca o resfriamento dos mateirais, permitindo, ainda como elemento auxiliar em incêndios de classse A.
  • O gás carbônico é um agente limpo, não tóxico, inodoro, que não gera resíduos e não danifica equipamentos.
  • Líquidos inflamáveis, como por ex.: petróleo, gasolina, álcool, tintas, etc.
  • Gases combustíveis, como por ex.: metano, propano, tec.
  • Excelente performance no combate de incêndios em equipamentos e instalações elétricas.
Água
  • A água tem inidcação especifica para combater incêndios de classe A.
  • Atua como agente de resfriamento dos materiais, tornando a sua temperatura inferior ao seu ponto de ignição.
  • A penetração e a camada de água acumulada na superfície do material dificultam a propagação do fogo.
  • Este agente extintor não deve de maneira alguma, ser utilizado em equipamentos energizados (classe C), bem como não deve ser usado em incêndios de líquidos inflamáveis.
  • materiais sólidos de fácil combustão, como tecidos, madeiras, papel, fibras,etc, materiais que queimam em profundidade e superfície, deixando resíduos.




Ituiutaba - MG
Av. José João Dib, 1665 - Progresso
Fone: 34-3268 3664

Ituiutaba - MG
Rua Moacir Marchiori, 31
Setor Norte Industrial
Fone: 34-3261 3664
Uberlândia - MG
Av. Vasconcelos Costa, 2200 - Loja 5 - Martins
Fone: 34-3214 2210

Uberlândia - MG
Av. Antônio Thomaz Ferreira Rezende, 1385
Nossa Senhora das Graças
Fone: 34-3214 2212
Uberaba - MG
Av. Barão do Rio Branco, 1664
São Benedito
Fone: 34-3314 0100

EXTINCÊNDIO - Copyright 2020 - Todos os direitos reservados